Lígia Guerra

Lígia Guerra
Por que carrego doçura na alma e asas nos pés?
Porque sinto a vida além do óbvio.
Porque enxergo sol em dias de chuva.
Porque amo até mesmo o desamor.
Porque acolho cada gesto com os braços do coração.
Porque perfumo o caminho das estrelas.
Porque componho alegria na poesia da tristeza.
Porque desejo colorir a vida com olhos de fé!

- Lígia Guerra -

quinta-feira, 10 de maio de 2018

Nem todas as gambiarras são ruins e que nem todas as luzes são perfeitas.


👉🏻👉🏻👉🏻👉🏻SERÁ???? 

Depois de algum tempo você aprende que nem todas as gambiarras são ruins e que nem todas as luzes são perfeitas. 

Sim, muita gente chega em nossas vidas feito promessa pronta de felicidade. A pessoa é agradável, inteligente, bem sucedida e linda, mas toda essa perfeição muitas vezes esconde um misto de insegurança e chatice! 

Outros chegam com remendos, nem sempre estão prontos para um relacionamento e carregam muitas dúvidas sobre a vida... mas são humildes, sabem ouvir, fazem sorrir, são divertidos justamente porque são humanos e não fazem a pose do “sei tudo”... Encantam! 

Tem estrada dentro dos seus olhos e o desejo se crescer junto com o parceiro. Eram gambiarra, mas aprenderam como consertar os próprios remendos. Perceberam que as suas cicatrizes não são motivo de constrangimento, pelo contrário, elas são fruto das vivências daqueles que aprenderam a enxergar a beleza da imperfeição. Antes de se afastar das gambiarras, veja se o remendo não é apenas falta de investimento. 

Existem muitas “embalagens reluzentes” que não sabem amar, enquanto outras surpreendem pelo conteúdo apesar da “embalagem” não impressionar na primeira impressão. 

Na terra do afeto nem tudo que reluz é ouro. 
Há muitas jóias preciosas negligenciadas por falta de um segundo olhar. 


*Lígia Guerra*


Nenhum comentário: