Lígia Guerra

Lígia Guerra
Por que carrego doçura na alma e asas nos pés?
Porque sinto a vida além do óbvio.
Porque enxergo sol em dias de chuva.
Porque amo até mesmo o desamor.
Porque acolho cada gesto com os braços do coração.
Porque perfumo o caminho das estrelas.
Porque componho alegria na poesia da tristeza.
Porque desejo colorir a vida com olhos de fé!

- Lígia Guerra -

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Em voz alta!

Sou atrapalhada... Desorientada...
Do tipo que usa bússola para enfeite...
E se orienta por lembranças...
A casa rosa à esquerda...
O ipê amarelo à direita...

Também não sou do tipo contida...
Rio alto... Gargalho às Av3ssas...
Choro até a última gota...
Abraço apertado!

Amo da mesma forma...
INTENSAMENTE...
De forma plena, verdadeira...
ABSOLUTA!

Sou aquela que não sabe amar em silêncio...
Cantarola... Declara-se... Derrete-se...
Entrega-se... Promete-se... Compromete-se...
Que sente em voz alta!

- Lígia Guerra -

8 comentários:

Rogério Pereira disse...

Sou exactamente assim
como se afirma ser
Que pena...
É que, segundo as leis da física, dois corpos animados da mesma carga se repelem com intensidade enorme...
Que pena...

VELOSO disse...

Isso é liberdade...

Lígia Guerra disse...

Que sejamos cada vez mais livres e únicos!!!

;-))

Tânia Lyrio disse...

E de algo em algo vamos vivendo.
Adorei seu blog!Seguindo.Beijos

Francisco Elui Ferreira Terres disse...

Boa tarde! Querida amiga:

Saudades que me trazem aqui. Andei, andei, procurei não encontrei, não consegui viver sem ti.
Que importa, se tu vives assim, ou não lembra mais de mim.
Para este NATAL? E ANO NOVO? Te elejo na mais nova cidadã do MUNDO.
E neste jardim Florido, consigo parar um segundo.
Quando a hora chegar, não sabemos onde vamos estar.
Se andamos, nos extremos do horizonte, chegaremos no outro lado, com a força de duas fontes.
E na água cristalina, ainda te vejo menina, igual como eras onte.
E para felicidade eterna, já construi a última ponte.
E mesmo se estiver cansada, entraras em minha estrada, para ser conduzida, amada e muito querida. E assim continua a VIDA no nascimento do 2012.
E terá toda a certeza, que sempre foi muito amada, mesmo em diferentes estradas, no caminho da vida, e com um lindo sorriso, sentiras renascida.

Planeta TERRA: 20 de Dezembro de 2011

Francisco Eluí

Marianne disse...

Lígia, "As nossas mãos escrevem, o que o nosso coração está cheio."
Ou seja, o seu coração Lígia está cheio dos mais belos sentimentos!!!

Josenice ♥ disse...

Muito inspirador Líga!! Pra variar vc acertou em cheio!!Xero grande!

Josenice ♥ disse...

Muito inspirador... como todos os seu textos!!! Xero pra vc!