Lígia Guerra

Lígia Guerra
Por que carrego doçura na alma e asas nos pés?
Porque sinto a vida além do óbvio.
Porque enxergo sol em dias de chuva.
Porque amo até mesmo o desamor.
Porque acolho cada gesto com os braços do coração.
Porque perfumo o caminho das estrelas.
Porque componho alegria na poesia da tristeza.
Porque desejo colorir a vida com olhos de fé!

- Lígia Guerra -

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

PEGADAS DA INFÂNCIA...



Parabéns a todas a crianças sobreviventes desse mundo! A todos os pequeninos em formação que deveriam ser educados, protegidos e amados, mas que muitas vezes encontram dentro dos próprios lares os seus mais cruéis predadores. 

Parabéns a todos os seres de luz que adentram nessa vida repletos de futuro e de possibilidades, mas que são assaltados à mão armada por um número sem fim de governantes inescrupulosos que acumulam aquilo que lhes falta à mesa, na merenda, nos bancos escolares, nos hospitais, nas ruas… E ainda assim conseguem sonhar com um mundo melhor. 

Parabéns a todos os pequenos esquecidos dentro e fora de casa… Que são obrigados a mendigar por comida e por amor, mas que mantêm os olhinhos curiosos e aprendizes diante da vida. Parabéns a todas as crianças que conseguem sorrir para os pais , mesmo quando eles preferem olhar para a TV, smartphones, tablets e afins… Enquanto os pequenos exibem as suas descobertas cotidianas. 

Parabéns a todas as crianças que conseguem demonstrar doçura e amor em um mundo que muitas vezes demonstra ser completamente amargo e indiferente a elas. 

Parabéns a todas as crianças que foram escravizadas de alguma forma, mas que lutam todos os dias para manter as suas almas livres. 

Acima de tudo parabéns às crianças de ontem, que são os adultos de hoje, negligenciados ou não em suas infâncias, mas que se transformaram em grandes pais, mestres, educadores, governantes e cidadãos . 

Que nesse dia das crianças possamos ser mais do que promessas para os nossos pequenos. Que sejamos a certeza de que faremos o melhor por cada um deles, independente das adversidades e dos laços consanguíneos. Toda criança é filha do mundo, do nosso mundo e portanto, de nossa responsabilidade. 

Que sejamos coletivos em um mundo em que impera a individualidade. Que a crise econômica que enfrentamos, não gere uma crise de valores. 

Que sejamos exemplo e atitude… Amor, ainda mais! 

Que as pegadas infantis se transformem em passos de grandes seres humanos. 

- Lígia Guerra - 

Escritora, psicanalista e apaixonada pelas crianças do mundo!!! 

www.ligiaguerra.com.br


Nenhum comentário: