Lígia Guerra

Lígia Guerra
Por que carrego doçura na alma e asas nos pés?
Porque sinto a vida além do óbvio.
Porque enxergo sol em dias de chuva.
Porque amo até mesmo o desamor.
Porque acolho cada gesto com os braços do coração.
Porque perfumo o caminho das estrelas.
Porque componho alegria na poesia da tristeza.
Porque desejo colorir a vida com olhos de fé!

- Lígia Guerra -

quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Lágrimas petrificadas...

Qual de nós nunca tentou trapacear a saudade contando uma história de amor de trás para frente? Quem nunca tentou desmerecer o sentimento para suportar a ausência? Qual de nós não tropeçou nas lágrimas petrificadas pela história que findou. Mas qual de nós quer desistir de amar, apesar dos riscos? 

- Lígia Guerra -