Lígia Guerra

Lígia Guerra
Por que carrego doçura na alma e asas nos pés?
Porque sinto a vida além do óbvio.
Porque enxergo sol em dias de chuva.
Porque amo até mesmo o desamor.
Porque acolho cada gesto com os braços do coração.
Porque perfumo o caminho das estrelas.
Porque componho alegria na poesia da tristeza.
Porque desejo colorir a vida com olhos de fé!

- Lígia Guerra -

terça-feira, 15 de maio de 2012

Guerreira...


Eu gosto de atitude, nunca admirei gente sonsa...
Dessas que riem pela metade, mas caluniam por inteiro.
Estou longe de ser meiga, sou afetiva e amorosa.
Porém quando me quebram, os meus cacos cortam.
No meu closet não existe figurino de vítima...
Apenas trajes de guerreira.

- Lígia Guerra -

2 comentários:

Bruna dos Anjos disse...

Nossa profundo ...
Bem curto, mas que expressar muito!

ÓTIMA NOITE!!beijos

Francisco Elui Ferreira Terres disse...

Entendo bem o que custa transformar ou revisar os conceito.
Primeiro tem que querer, depois damos um jeito.
Mas nunca se consegue tirar o que foi dito ou mal feito.
De tanto que me quebraram, meus cantos redondo ficaram.
E rolo igual uma bola, por mais que chutem para as pedras, nem mesmo isso .me esfola.

Abraços de um estrategista em campo minado....

Francisco Eluí