Lígia Guerra

Lígia Guerra
Por que carrego doçura na alma e asas nos pés?
Porque sinto a vida além do óbvio.
Porque enxergo sol em dias de chuva.
Porque amo até mesmo o desamor.
Porque acolho cada gesto com os braços do coração.
Porque perfumo o caminho das estrelas.
Porque componho alegria na poesia da tristeza.
Porque desejo colorir a vida com olhos de fé!

- Lígia Guerra -

sábado, 17 de dezembro de 2011

Se você quer... Você pode!!!

video
Na vida nós podemos aprender muitas coisas, estudar vários assuntos e dominar muitos deles, basta uma boa dose de dedicação e treino para nos tornarmos bons naquilo que nos interessa de fato! Essas duas atitudes: Dedicação + treino abrirão portas para grandes surpresas acerca de nós mesmos, elas nos disponibilizarão um excelente grau de autoconhecimento, pois passaremos a perceber que tanto os aprendizados simples como os complexos estarão ao nosso alcance. 


Aprender um novo idioma, uma nova arte, habilidades profissionais, físicas, intelectuais e psicológicas, antes de serem aprendizados são escolhas que quando seguidas de atitude nos tornam únicos. Os nossos sentimentos também exigem isso de nós: A paciência, a empatia, a determinação e a compaixão, são exemplos clássicos de emoções que têm que ser trabalhadas... E claro, o amor, esse sentimento requer extrema dedicação, pois nenhum relacionamento resiste sem ele. O sexo é um outro exemplo, ele é uma fonte inesgotável de aprendizado sobre o outro e sobre nós mesmos que, quando permeado pelo amor, se torna uma arte única, uma fonte de energia! A nossa sociedade, infelizmente, ainda prefere ligar o sexo muito mais ao tabu do que ao amor de fato, devido a isso é que temos tantas pessoas infelizes nessa área das suas vidas. Sexo é aprendizado contínuo sobre o outro e sobre nós mesmos. 


Aprender significa quebrar paradigmas, olhar para o incomum, para o av3sso de cada situação. Assim, vamos descobrindo e nos descobrindo... Tornando-nos melhores e aprendendo sobre nós mesmos em cada gesto, em cada escolha e em cada nova conquista que venha a enriquecer a nossa existência. E, o principal, aprendemos que somente nós mesmos é que podemos impor limitações aos nossos desejos, aos nossos voos para o mundo de fora e para o mundo de dentro.

- Lígia Guerra -


4 comentários:

placco araujo disse...

Lindo texto, menina... apesar de um tom um pouco menos "ai li li" que o habitual, vai fundo na leitura deste nosso eterno desafio que é o aprendizado do viver, pois na vida (aí incluindo trabalho, relacionamentos, sexo...) somos eternos aprendizes!!!

P.S. O "ai li li" que eu mencionei, é que o seu entusiasmo pelo viver, às vezes me lembra uma musica de infância que eu gostava muito...
"eu levo a vida cantando... ai li li, ai li li, ai lo"...


http://www.youtube.com/watch?v=V-A4GaePvlM


Um beijo grande nesta coração trav3sso que tanto aprendi a gostar...

Júlio César disse...

Vc sempre certeira em seu textos!;-**

urbanascidades disse...

Lígia, desejo a ti, teus familiares e todos os visitantes do teu blog um Feliz Natal. Aproveito para informar que dia 02 de janeiro estreia Urbanascidades 2012, igual mas...diferente.
Paulo Bettanin.

lunarCaffeine disse...

Reconheço as suas poderosas asas.
Sempre serei grato a você por me fazer acreditar que a vida nos ares pode ser possível.