Lígia Guerra

Lígia Guerra
Por que carrego doçura na alma e asas nos pés?
Porque sinto a vida além do óbvio.
Porque enxergo sol em dias de chuva.
Porque amo até mesmo o desamor.
Porque acolho cada gesto com os braços do coração.
Porque perfumo o caminho das estrelas.
Porque componho alegria na poesia da tristeza.
Porque desejo colorir a vida com olhos de fé!

- Lígia Guerra -

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

As inseguranças do homem moderno...


Enquanto os homens herdaram e ainda herdam muito do machismo das gerações anteriores, nós mulheres herdamos um feminismo que até fez sentido durante algum tempo, mas que sabiamente já questionamos. Inúmeras mulheres no mundo todo se masculinizaram para poder sobreviver e provar o próprio valor, especialmente no mercado de trabalho. Cortaram os cabelos bem curtinhos, pintararam as unhas com cores neutras, usaram terninhos, vestiram-se com os aparatos do mundo masculino tanto em roupas como em atitudes. Algumas mulheres passaram a hostilizar os homens em muitos aspectos para poder ganhar força diante das próprias escolhas. Através da passagem do tempo amadurecemos e intuímos que não deveríamos continuar nesse confronto que, além de equivocado, é insano. Ao invés de lutarmos pela igualdade devemos priorizar as diferenças que nos tornam tão especiais!
O complicado é que enquanto nos perdemos e nos encontramos em todo esse processo de conquista de espaço e de reconstrução de uma nova identidade, acabamos ficando com uma imagem congelada dos homens, não realizamos o upgrade do novo sistema operacional masculino. Atualizamos o nosso banco de dados como profissionais, como cidadãs, como políticas e como mulheres, mas quando o assunto são os homens ainda é bastante comum acessarmos o mesmo banco de informações que as nossas mães e avós utilizavam. Acredito que está mais do que na hora de mudarmos esse comportamento.
A imagem do homem sacana ainda existe e muitos exemplares masculinos a reforçam, mas o fato é que a grande maioria dos homens também está passando por um processo de transformação. Estamos em uma nova era, a de homens que desejam ser amados declaradamente tanto quanto nós! Essa conversa de que o homem não quer compromisso é um engodo, ela até pode ser real em uma fase da vida de alguns, mas ela dura o tempo exato até ele encontrar o amor da sua vida. Homens se apaixonam, sofrem por amor e são românticos, apenas expressam isso de formas diferentes.
As mulheres reclamam muito dos homens, mas a verdade é que nós também temos que rever a nossa postura na dança dos relacionamentos. Assim como queremos ser conquistadas e seduzidas, precisamos lembrar que a recíproca é totalmente verdadeira. Foi-se o tempo em que a palavra fragilidade aplicava-se apenas às mulheres, os homens atuais também estão inseguros em relação a vários aspectos como:

Ø      Mercado de trabalho;
Ø     Imagem do homem associada a uma fortaleza;
Ø     Virilidade ameaçada pelo estresse, ansiedade e comparações com outros homens;
Ø     Beleza: atualmente os homens também estão sentindo a pressão da importância da imagem;
Ø     Dificuldades de expressar o que sentem, um exemplo é que eles adoram receber carinho após o sexo e sentir que a intimidade foi boa para ambos, mas nem sempre confidenciam isso para a parceira;
Ø     Homens odeiam discutir a relação porque interpretam isso como sinal de rejeição e não de preocupação com o relacionamento. Devido a isso a abordagem das mulheres deve ser feita com inteligência emocional;
Ø     Os homens temem que as mulheres mudem após o casamento: Deixem de ser interessantes e de se cuidar, que invadam o espaço deles ou os tratem como filhos;
Ø     Eles também sentem insegurança frente à paternidade, à violência e ao abandono. Atualmente muitas mulheres abandonam os seus lares deixando maridos e filhos para trás...
Ø     Os homens desejam se sentir confiáveis pelas suas fêmeas, isso também é sinal de amor;
Ø     Atualmente os homens temem o envelhecimento tanto quanto as mulheres, inconscientemente o mercado de trabalho e as próprias mulheres associam a vitalidade masculina ao sucesso;
Ø     Há dias em que as mulheres precisam do caloroso e protetor abraço masculino, mas há também os que são eles que precisam do doce e aconchegante colo feminino que, cá entre nós, também é muito gostoso de compartilhar;
Ø     Muito antes de pensarmos na questão do gênero devemos nos preocupar com o ser humano, somente assim teremos relacionamentos realmente afetivos e construtivos!


- Lígia Guerra -

3 comentários:

Rodrigo Fogaça Marucco disse...

Muito bom, espero poder ler na íntegra.

Rodrigo Fogaça Marucco disse...

Adorei. Espero poder ler na íntegra.
Parabéns pelo talento e pelas estética e técnica de seus textos.

Francisco Elui disse...

Bom dia!

Troquei as inseguranças pelas eternas fases das crianças; esperando que as mulheres terminassem as fases das adolecencias.
E aprendi que flores são flores e voce não muda o pefume das hortências.
Mas vive bem melhor quem convive lado a lado, com uma boa inteligencia.
Mulheres e homens. Homens e mulheres, comparo eles a um banquete, que precisa de talheres.
Faca, garfo e colher, foi uma evolução dos humanos. Nem um vive sem o outro. Niguem vive sem o outro. Podem até negar. Mas duvido quem alguem passe pela vida, sem ao menos uma vez AMAR.

Uma sexta repleta de amores e de flores. Para vc .

Francisco Elui.