Lígia Guerra

Lígia Guerra
Por que carrego doçura na alma e asas nos pés?
Porque sinto a vida além do óbvio.
Porque enxergo sol em dias de chuva.
Porque amo até mesmo o desamor.
Porque acolho cada gesto com os braços do coração.
Porque perfumo o caminho das estrelas.
Porque componho alegria na poesia da tristeza.
Porque desejo colorir a vida com olhos de fé!

- Lígia Guerra -

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Denunciará...

Ainda não sei quem denunciará a minha felicidade no dia do nosso reencontro. Serão os meus olhos brilhando feito faróis ou as minhas mãos trêmulas loucas para te abraçar?

-  Lígia Guerra -


3 comentários:

Rui disse...

Both of It... rsrrrssss Bj.

Reste plus une seconde... disse...

Olá, Lígia, boa noite!!
Talvez uma coisa, outra, ambas no mesmo instante... Mas talvez o sorriso que só quem reencontra alguém amado tem; talvez as lágrimas que só quem esperava contra a esperança pode deixar cair; talvez a voz que só quem não tem o pudor de amar pode soltar e dizer: eu te amo...
Um abraço carinhoso
Leo

Quem Casa quer Casa disse...

Logo lembrei do meu Marido... é assim que me sinto distante dele...
Vou ler para ele...
ótima quinta-feira!
bjs