Lígia Guerra

Lígia Guerra
Por que carrego doçura na alma e asas nos pés?
Porque sinto a vida além do óbvio.
Porque enxergo sol em dias de chuva.
Porque amo até mesmo o desamor.
Porque acolho cada gesto com os braços do coração.
Porque perfumo o caminho das estrelas.
Porque componho alegria na poesia da tristeza.
Porque desejo colorir a vida com olhos de fé!

- Lígia Guerra -

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Desidratação...

O amor nunca morre de morte natural, 
normalmente morre por desidratação emocional. 
Alguém esqueceu de fazer o principal por ele.

- Lígia Guerra -

3 comentários:

Rui disse...

Com um coração desse tão maravilhosamente Belo. Não, nunca ninguém desidrata rs....bj.

Alene Mattos disse...

quanta lucidez nessa verdade...
onde encontrar uma fonte inesgotável de amor, que não seja em nós mesmos, e tentar fazer da nossa fonte, canal pra outros matarem suas sedes?
nosso erro está em querer represar o amor e fazer dele lago, quando sua natureza é de rio!


lindo demais, Lígia!

David C. disse...

cierto.