Lígia Guerra

Lígia Guerra
Por que carrego doçura na alma e asas nos pés?
Porque sinto a vida além do óbvio.
Porque enxergo sol em dias de chuva.
Porque amo até mesmo o desamor.
Porque acolho cada gesto com os braços do coração.
Porque perfumo o caminho das estrelas.
Porque componho alegria na poesia da tristeza.
Porque desejo colorir a vida com olhos de fé!

- Lígia Guerra -

quinta-feira, 17 de março de 2011

Observe...


Se quer realmente saber o que uma Mulher diz...
Apenas a observe, não a escute.

- Oscar Wilde -

Um comentário:

CANTO GERAL DO BRASIL (e outros cantos) disse...

Lígia,
Wilde sou fã, agora fiquei mais com essa frase que eu antipraticava...
Ò, tem um poema dedicado também a você lá no Canto Geral, meu pequeno quintal de quimeras, amiguinha minha de paz pour Manaus...

Abraço poético,
Pedro Ramúcio.