Lígia Guerra

Lígia Guerra
Por que carrego doçura na alma e asas nos pés?
Porque sinto a vida além do óbvio.
Porque enxergo sol em dias de chuva.
Porque amo até mesmo o desamor.
Porque acolho cada gesto com os braços do coração.
Porque perfumo o caminho das estrelas.
Porque componho alegria na poesia da tristeza.
Porque desejo colorir a vida com olhos de fé!

- Lígia Guerra -

terça-feira, 4 de outubro de 2016

Minhas viagens pelo mundo...


A vida é uma eterna viagem entre aquilo que fomos, o que somos e o que seremos. Entre descobertas, autodescobertas e redescobertas acontece a benção do despertar emocional. 

Aquele que tem medo das mudanças não imagina as paisagens da alma que estavam destinadas a ele. Entre a dúvida e a ousadia diante dessa viagem... Embarque! 

- Lígia Guerra -


Um comentário:

Rogerio G. V. Pereira disse...

Minha Alma é muito viajada
Meu Contrário a acompanha
e Eu não fico em terra

De velas sempre enfunadas
mar adentro, mar adentro
à vontade do vento