Lígia Guerra

Lígia Guerra
Por que carrego doçura na alma e asas nos pés?
Porque sinto a vida além do óbvio.
Porque enxergo sol em dias de chuva.
Porque amo até mesmo o desamor.
Porque acolho cada gesto com os braços do coração.
Porque perfumo o caminho das estrelas.
Porque componho alegria na poesia da tristeza.
Porque desejo colorir a vida com olhos de fé!

- Lígia Guerra -

domingo, 21 de agosto de 2016

Todo rompimento deve ser repensado...


Muitas vezes as pessoas partem das nossas vidas porque não souberam dar valor ao que tinham... Mas quantas dessas vezes nós mesmos impulsionamos o adeus? 

Na ânsia de agradar nos tornamos desinteressantes e disponíveis ao extremo. 
Abandonamos os nossos próprios interesses. 

Na expectativa do amor eterno sufocamos, controlamos e nos descontrolamos no presente. 

No equívoco desejoso de nos tornarmos a pessoa ideal, abandonamos a pessoa real. Justo aquela que cativou e despertou o interesse inicial. 

Todo rompimento deve ser repensado. Nele existem espelhos que refletem aprendizados importantíssimos sobre nós mesmos. 

- Lígia Guerra -



Nenhum comentário: