Lígia Guerra

Lígia Guerra
Por que carrego doçura na alma e asas nos pés?
Porque sinto a vida além do óbvio.
Porque enxergo sol em dias de chuva.
Porque amo até mesmo o desamor.
Porque acolho cada gesto com os braços do coração.
Porque perfumo o caminho das estrelas.
Porque componho alegria na poesia da tristeza.
Porque desejo colorir a vida com olhos de fé!

- Lígia Guerra -

sábado, 30 de janeiro de 2016

Não importa...


Não importa o caminho que você escolha.
Não importa se você prefere 
nadar no rio ou surfar no mar.
Não importa o seu grau 
de inteligência ou de riqueza.
Não importa o seu peso ou a sua altura.
Não importa o seu gênero 
ou a cor da sua pele.
Não importa a sua pátria ou a sua religião.
Não importa a sua idade ou o seu estado civil.
Não importa se você é tímido ou extrovertido.
Não importa se você canta bem ou desafina.
Não importa se você gargalha alto 
ou sorri por dentro.
Não importa se você tem mania 
de organização ou de bagunça.
Não importa se você gosta de festa 
ou de silêncio.
Não importa se você tem um ou dez amigos.
Não importa se você é urbano 
ou interiorano.


Independente de quem você seja ou do que escolha...
O que importa é o quilate da sua alma.
A paz que lapida o seu coração.

- Lígia Guerra -



3 comentários:

fernanda Carmo disse...

Parabéns pela palestra hj aki em pgrossa.... Show...

fernanda Carmo disse...

Parabéns por tudo o quê escreve... Uma pessoa maravilhosa q hj 3/2/16 tive a oportunidade e conhecer ... Em pgrossa....

Lígia Guerra disse...

Fernanda Cromo querida, muito obrigada pela sua visita aqui no meu espaço de poetisa. Saiba que amei demais compartilhar com vocês esse início de ano em Ponta Grossa. Volte ao meus espaço mais vezes, será uma IMENSA alegria recebê-la. Que o seu 2016 seja maravilhoso!!! Um grande abraço, Lígia