Lígia Guerra

Lígia Guerra
Por que carrego doçura na alma e asas nos pés?
Porque sinto a vida além do óbvio.
Porque enxergo sol em dias de chuva.
Porque amo até mesmo o desamor.
Porque acolho cada gesto com os braços do coração.
Porque perfumo o caminho das estrelas.
Porque componho alegria na poesia da tristeza.
Porque desejo colorir a vida com olhos de fé!

- Lígia Guerra -

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Estrada...

A minha estrada nunca é uma linha reta. Graças as suas curvas posso viver situações inéditas... Dessas que roubam o fôlego e provocam um êxtase arrebatador de paixão pela vida! Uma estrada que abre caminhos impensados. Curvas que me seduzem e impulsionam a sonhar cada vez mais. A realizar hoje com muito mais paixão do que ontem. Um verdadeiro jogo de sedução com a vida!!! 

Por vezes posso tomar o caminho "errado", mas ainda assim é a minha história. São as minhas lágrimas, não as troco com os sorrisos de ninguém. Cada cicatriz tatua a minha alma com decisões que não poderiam ter sido diferentes naquele momento. 

Na grande maioria das vezes, felizes escolhas. Noutras... Ventos que ressoam ideias do que poderia ter sido. Como saber? Se a vida não permite ensaios, a felicidade os desconhece. 

Portanto,vá! Passo a passo. Vá. De uma forma ou de outra, em algum momento, compreenderemos a beleza do trajeto. 

- Lígia Guerra -


Nenhum comentário: