Lígia Guerra

Lígia Guerra
Por que carrego doçura na alma e asas nos pés?
Porque sinto a vida além do óbvio.
Porque enxergo sol em dias de chuva.
Porque amo até mesmo o desamor.
Porque acolho cada gesto com os braços do coração.
Porque perfumo o caminho das estrelas.
Porque componho alegria na poesia da tristeza.
Porque desejo colorir a vida com olhos de fé!

- Lígia Guerra -

segunda-feira, 6 de julho de 2015

Quem sabe...

"Tem paciência com tudo não resolvido em teu coração e tenta amar as perguntas em ti, como se fossem quartos trancados ou livros escritos em idioma estrangeiro. Não pesquises em busca de respostas que não te podem ser dadas, porque tu não as podes viver, e trata-se de viver tudo. Vive as grandes perguntas agora. Talvez, num dia longínquo, sem o perceberes, te familiarizes com a resposta." Indo além do que o poeta Rilke provocou... 

Ou quem sabe tu faças ainda mais perguntas! Talvez estejamos nessa jornada justamente para isso... Abrir mão das angústias e caminhar com fé apesar das incertezas. Nesse hiato é que habita a força de alguns e as decepções de outros.

- Lígia Guerra - 

 Linda semana!!! 

Nenhum comentário: