Lígia Guerra

Lígia Guerra
Por que carrego doçura na alma e asas nos pés?
Porque sinto a vida além do óbvio.
Porque enxergo sol em dias de chuva.
Porque amo até mesmo o desamor.
Porque acolho cada gesto com os braços do coração.
Porque perfumo o caminho das estrelas.
Porque componho alegria na poesia da tristeza.
Porque desejo colorir a vida com olhos de fé!

- Lígia Guerra -

sábado, 25 de julho de 2015

Dia do Escritor...




As palavras me encontraram ainda na infância. Fui abduzida por elas. Nunca mais enxerguei o ato de existir da mesma forma. Descobri que dentro desse mundo havia um outro mundo, praticamente indelével… E nas suas paredes, de forma enigmática para os mais desatentos, estavam escritos os sábios ensinamentos dos anjos. 

Desde então gesto poesia… E como bem sabem as mães, os filhos mudam tudo! Após o nascimento da minha primeira Poesia, vieram outras e mais outras… Com o tempo mais descendentes foram gerados, as Crônicas, os Contos e o Comportamento. Impossível ser mãe de um filho só, após sentir o milagre da vida. 

Nesse dia do escritor agradeço as mensagens lindas que recebi através de todas as redes sociais que nutro e que me nutrem. Acima de tudo agradeço por você cuidar bem da minha prole, dos meus pedaços de vida que coloco em seu colo quase que diariamente. Que os meus amores constelem as melhores emoções no céu da sua jornada. 

Parabéns a todos os meus amigos escritores que dão vida ao inanimado, ao invisível, ao sentimento sufocado e desamparado. Parabéns aos que dão voz e teto para as dores do mundo. Parabéns aos que resignificam caminhos através da cultura, da ciência, das pesquisas, da arte e das histórias esquecidas. Parabéns aos que desafiam as nossas mentes, os nossos limites, os nossos medos, a nossa força e a nossa narrativa. Parabéns aos que são a melhor companhia do mundo em muitos momentos, os melhores conselheiros, amigos, mestres e amantes. 

Muito obrigada aos leitores que nos carregam entre as suas mãos, seus sentimentos e sonhos. Gratidão imensa! 


- Lígia Guerra - 


Em tempo: Em um país tão carente de incentivo cultural, que jamais nos falte ƒé, inspiração e união pelas palavras!!! 

Nenhum comentário: