Lígia Guerra

Lígia Guerra
Por que carrego doçura na alma e asas nos pés?
Porque sinto a vida além do óbvio.
Porque enxergo sol em dias de chuva.
Porque amo até mesmo o desamor.
Porque acolho cada gesto com os braços do coração.
Porque perfumo o caminho das estrelas.
Porque componho alegria na poesia da tristeza.
Porque desejo colorir a vida com olhos de fé!

- Lígia Guerra -

quarta-feira, 10 de junho de 2015

Nunca fui...



Sou parteira de mim mesma. 
Renasço todos os dias...
De outras formas.
Cantando outras músicas.
Sorrindo outras verdades.
Acreditando em outros sonhos.
Desafiando outras realidades. 
Nunca fui amante do tédio. 
Nunca!

 - Lígia Guerra -




Um comentário:

Joaquín Lourido disse...


Porque te encanta vivir la vida y la esencia de la misma en su grado más alto. Un poemino bien estructurado y con mucha musicalidad. Gostoume moito.

Beijos dende Lucus Augusti (Galicia)