Lígia Guerra

Lígia Guerra
Por que carrego doçura na alma e asas nos pés?
Porque sinto a vida além do óbvio.
Porque enxergo sol em dias de chuva.
Porque amo até mesmo o desamor.
Porque acolho cada gesto com os braços do coração.
Porque perfumo o caminho das estrelas.
Porque componho alegria na poesia da tristeza.
Porque desejo colorir a vida com olhos de fé!

- Lígia Guerra -

terça-feira, 14 de abril de 2015

Compreendeu...



E um dia ela compreendeu
A beleza dos silencios falantes … 
E o vazio das falas mudas. 
Ensurdeceu para o mundo. 
Passou a ser gentil consigo mesma.
No calar da alma encontrou suas melhores respostas.
Navegou pelos mares. 
Mergulhou fundo, mas jamais furtou seus tesouros.
Sabia que eles eram preciosos 
justamente por estarem lá.
Compreendeu o valor das profundidades. 
Das inteirezas. 
Do intocado.
Intuiu a rota do seu próprio valor. 
Alargou os horizontes do coração. 
Libertou-se das amarras coletivas. 
Fortificou sua certeza incomum.
Nunca mais teve medo de sofrer.
Passou a ter um caso de amor com a coragem.


- Lígia Guerra -



2 comentários:

Sandrinha disse...

Que lindooooo!!!!
Me identifiquei muito com o texto...e postei hoje!
Um abraço!obrigada por sempre me inspirar em minhas postagens!
Um abraço!

http://sentimentos-alados.blogspot.com.br/

Bell disse...

Amei!!!

bjokas =)