Lígia Guerra

Lígia Guerra
Por que carrego doçura na alma e asas nos pés?
Porque sinto a vida além do óbvio.
Porque enxergo sol em dias de chuva.
Porque amo até mesmo o desamor.
Porque acolho cada gesto com os braços do coração.
Porque perfumo o caminho das estrelas.
Porque componho alegria na poesia da tristeza.
Porque desejo colorir a vida com olhos de fé!

- Lígia Guerra -

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Na vida existem…



Na vida existem… 

Dois tipos de dores… 
As que nos vitimizam e as que nos tornam protagonistas. 

Dois tipos de seres humanos… 
Os que nos escravizam e os que nos libertam. 

Dois tipos de (re)encontro… 
Os que gritam e os que calam. 

Dois tipos de fé… 
As que cegam e as que despertam. 

Dois tipos de dinheiro… 
Os que fecham portas e os que ampliam horizontes. 

Dois tipos de familiares… 
Os que traem e os que atraem. 

Dois tipos de trabalhadores… 
Os oportunistas e os construtivistas. 

Dois tipos de sonhos… 
Os egocêntricos e os divinos. 

Mas na vida existe apenas um tipo de amor. O que ama. 


- Lígia Guerra -


Nenhum comentário: