Lígia Guerra

Lígia Guerra
Por que carrego doçura na alma e asas nos pés?
Porque sinto a vida além do óbvio.
Porque enxergo sol em dias de chuva.
Porque amo até mesmo o desamor.
Porque acolho cada gesto com os braços do coração.
Porque perfumo o caminho das estrelas.
Porque componho alegria na poesia da tristeza.
Porque desejo colorir a vida com olhos de fé!

- Lígia Guerra -

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Não serão necessárias testemunhas...

O casamento não ocorre na igreja, tampouco na festividade. Ele acontece quando o silêncio adentra a alma. No exato momento em que duas almas compactuam um êxtase incomum. Naquele instante a vida emudece. Os anjos do amor paralisam, por breves instantes, as vozes do mundo. O tempo é outro. 

Nessa hora não serão necessárias testemunhas, registros ou aplausos. Os amantes se reencontram emocionados. Somente eles ouvem a música que ecoa do céu. A aliança está feita! 

Lígia Guerra -


Nenhum comentário: