Lígia Guerra

Lígia Guerra
Por que carrego doçura na alma e asas nos pés?
Porque sinto a vida além do óbvio.
Porque enxergo sol em dias de chuva.
Porque amo até mesmo o desamor.
Porque acolho cada gesto com os braços do coração.
Porque perfumo o caminho das estrelas.
Porque componho alegria na poesia da tristeza.
Porque desejo colorir a vida com olhos de fé!

- Lígia Guerra -

domingo, 10 de agosto de 2014

Parabéns PAI!!!




PAI... Uma palavrinha de três letras que faz música nos meus ouvidos. O meu pai conhece e reconhece as minhas emoções num piscar de olhos. Essa conexão de almas sempre fez de nós grandes amigos. Com ele aprendi sobre a fraqueza da força e a força da fraqueza. Nele encontro a luz nos momentos de escuridão. Ele nem sempre teve as respostas que eu buscava... As minhas dúvidas são muitas! Mas ainda assim, sempre me incentivou a não ter medo de questionar e a pensar por mim mesma. 

Meu pai sempre me olhou com olhos de fé. Sinceramente? Não imagino algo mais maravilhoso que um pai possa fazer por uma filha. Nuca quis ser perfeito, mas sempre enfatizou a beleza de ser humano. Obrigada por tudo PAI! Sem você eu teria crescido pela metade. 

Parabéns ao meu irmão que nesse ano também está adentrando no mundo da paternidade. Parabéns aos meus dois Jaime(s). Parabéns a todos os pais que dão o melhor de si nesse mundo de tantas lacunas... De tantos vazios... De tantos desafetos. 

Parabéns a todos os pais que ensinam a beleza e a força do amor. 

- Lígia Guerra -


Nenhum comentário: