Lígia Guerra

Lígia Guerra
Por que carrego doçura na alma e asas nos pés?
Porque sinto a vida além do óbvio.
Porque enxergo sol em dias de chuva.
Porque amo até mesmo o desamor.
Porque acolho cada gesto com os braços do coração.
Porque perfumo o caminho das estrelas.
Porque componho alegria na poesia da tristeza.
Porque desejo colorir a vida com olhos de fé!

- Lígia Guerra -

domingo, 13 de abril de 2014

Que mania é essa?

Quando uma escritora ouve um dos seus poemas dedilhado por um talentoso músico e tomando forma entre lábios que cantam com o coração, é uma emoção indizível. Marcelo Cavalcante, eu não tenho palavras para expressar a minha gratidão. Hoje opto pelo silêncio. Quero apenas te ouvir.

- Lígia Guerra -

Poema do Livro “Mulheres às Av3ssas”, (pag 110).




Nenhum comentário: