Lígia Guerra

Lígia Guerra
Por que carrego doçura na alma e asas nos pés?
Porque sinto a vida além do óbvio.
Porque enxergo sol em dias de chuva.
Porque amo até mesmo o desamor.
Porque acolho cada gesto com os braços do coração.
Porque perfumo o caminho das estrelas.
Porque componho alegria na poesia da tristeza.
Porque desejo colorir a vida com olhos de fé!

- Lígia Guerra -

sexta-feira, 21 de março de 2014

Tornou-nos um só...

 


Há um poema Persa que diz: “Houve um tempo em que eu era um homem e ela, uma mulher. Mas, nosso amor cresceu, até não existir mais nem ela nem eu. Lembro-me apenas vagamente que antes éramos dois e que o amor, intrometendo-se, tornou-nos um só.” Essa é uma das maiores provas de que quando existe amor verdadeiro, o que menos importa é a diferença de gênero. Não somos apenas homens ou mulheres. Somos acima de tudo, humanos. 

 - Lígia Guerra -


Nenhum comentário: