Lígia Guerra

Lígia Guerra
Por que carrego doçura na alma e asas nos pés?
Porque sinto a vida além do óbvio.
Porque enxergo sol em dias de chuva.
Porque amo até mesmo o desamor.
Porque acolho cada gesto com os braços do coração.
Porque perfumo o caminho das estrelas.
Porque componho alegria na poesia da tristeza.
Porque desejo colorir a vida com olhos de fé!

- Lígia Guerra -

sexta-feira, 5 de julho de 2013

Silêncio e Gratidão!


Após uma semana de luta pela recuperação da minha saúde, agradeço a vida, a família e aos amigos por estar cercada de tanto amor! Como é bom ter os olhos atentos para enxergar a vida com riqueza, independente das adversidades ou das novas perspectivas da vida. Sinto-me em paz. Sinto um silêncio profundo e feliz. Sinto plenitude por poder estar em minha própria companhia. Silêncio e riso são a chave. Silêncio por dentro. Riso por fora. E quando o riso vem do silêncio, ele não é deste mundo, ele é divino. Feito oração. Rezar é um estado de simplicidade. Não é de palavras, mas de silêncio

 - Lígia Guerra -



Nenhum comentário: