Lígia Guerra

Lígia Guerra
Por que carrego doçura na alma e asas nos pés?
Porque sinto a vida além do óbvio.
Porque enxergo sol em dias de chuva.
Porque amo até mesmo o desamor.
Porque acolho cada gesto com os braços do coração.
Porque perfumo o caminho das estrelas.
Porque componho alegria na poesia da tristeza.
Porque desejo colorir a vida com olhos de fé!

- Lígia Guerra -

segunda-feira, 2 de julho de 2012

Jamais...


Que eu jamais acredite no discurso forçado
de que faltam homens no 'mercado’.
O que falta mesmo é amor.

- Lígia Guerra -

2 comentários:

Anônimo disse...

Fato! Amei seu blog! Seguindo-_-_-_-_-_-_-_-_-_-_...essas são as minhas pegadas...rss. Beijo! Ótima semana pra ti!!!

Anônimo disse...

SE FALTA OU SE NÃO FALTA, DEPENDE DE CADA VISÃO.
DAQUILO QUE SE PROCURA, NO INTERNO OU CORAÇÃO.
E QUANDO NÃO SE ENCONTRA O QUE PROCURA E FUGINDO DA REALIDADE.
NA VISÃO DO INFINITO, ONDE NEM CHEGA O TEU GRITO, FALTA TUDO, NÃO SÓ ISSO.
NÃO MUDE O IMPROVÁVEL, NEM O NÃO ACONTECIDO. NEM MESMO O SEGUNDO A FRENTE, POIS AINDA NÃO FOI VIVIDO.
ENCONTRO COM DESENCONTROS,CONTEMPLAM O APRENDIZADO.
ANTES DE ENCONTRAR UM HOMEM, PARA SER SEU NAMORADO, FAÇA DA VIDA UM AMANTE, QUE PROVÁVEL ELE TE ENCANTE.
AI TERMINA A DISCÓRDIA, COM INÍCIO NO INTERESSE, PROVAVELMENTE SERIA NO AMOR, ONDE TEU HOMEM NASCESSE.

Francisco Eluí