Lígia Guerra

Lígia Guerra
Por que carrego doçura na alma e asas nos pés?
Porque sinto a vida além do óbvio.
Porque enxergo sol em dias de chuva.
Porque amo até mesmo o desamor.
Porque acolho cada gesto com os braços do coração.
Porque perfumo o caminho das estrelas.
Porque componho alegria na poesia da tristeza.
Porque desejo colorir a vida com olhos de fé!

- Lígia Guerra -

quarta-feira, 25 de julho de 2012

DIA DO ESCRITOR - OBRIGADA A TODOS OS MEUS LEITORES!!


Parabéns para todos os Escritores que amam as palavras e delas fazem emoção, música, laços, amor, conforto e coragem!


Obrigada meus amores, por vocês fazerem parte da minha vida, por lerem e compartilharem as minhas emoções. Parabéns para todos aqueles que procuram escrever a sua trajetória com dignidade, respeito e amor. Todos somos escritores da nossa própria história, compete a cada um de nós fazer o melhor roteiro possível.

Um comentário:

Francisco Elui Ferreira Terres disse...

La onde eu moro é um recanto encoberto, cheio de tanta beleza!
Lá onde eu moro, minha vida é mais vida, a paisagem colorida pela própria natureza!

Lá onde eu moro, quem desejar conhecer eu ensino com prazer, com toda satisfação!
A minha casa não é lá muito bonita, mas quem me fizer visita, eu recebo de coração!

Lá onde eu moro a gente não fica triste, tristeza lá não existe, embora seja um recanto!
Lá onde eu moro é mesmo um paraíso, nos lábios só tem sorriso, nos olhos não se vê pranto.

Lá onde eu moro quando é madrugada, gorjeia a passarada, prenúncio de um novo dia.
O Xororó pia triste na queimada, ao longe lá na invernada, a codorninha assobia.

Por nada troco meu pedacinho de terra, minha casa ao pé da serra, meu campo vestido em flor.
Chão abençoado, recanto dos passarinhos.
Onde eu moro é um ninho de paz e amor.

E por ser este dia, o qual você comemora, receba esta homenagem, que chega em boa hora.
E que isto eternize e muito te valorize em mais um momento da vida, na tua história.

Minha querida amiga (mãe) eternize este momento e que todo sentimento te traga milhões de alegria.

Grande abraço

Francisco Eluí