Lígia Guerra

Lígia Guerra
Por que carrego doçura na alma e asas nos pés?
Porque sinto a vida além do óbvio.
Porque enxergo sol em dias de chuva.
Porque amo até mesmo o desamor.
Porque acolho cada gesto com os braços do coração.
Porque perfumo o caminho das estrelas.
Porque componho alegria na poesia da tristeza.
Porque desejo colorir a vida com olhos de fé!

- Lígia Guerra -

terça-feira, 22 de maio de 2012

De(ver)...

A vida é tão curta...
Que a felicidade está longe de ser um direito.
Ela é um de(ver).
Veja!

- Lígia Guerra -

Um comentário:

Francisco Elui Ferreira Terres disse...

As vezes cumprido, muitos descunpridos, mesmo assim nada perdido.
Em todas as fases da vida, temos o nosso papel, junto ao aprendizado ela é doce igual mel.
Amigo, namorado, amante Marido, melhor já ter tudo isso, do que nada nunca ter tido.
Certamente por esses caminhos, quem viveu ou tem vivido, sabe bem o que é felicidade e está com o dever cumprido.

Francisco Eluí