Lígia Guerra

Lígia Guerra
Por que carrego doçura na alma e asas nos pés?
Porque sinto a vida além do óbvio.
Porque enxergo sol em dias de chuva.
Porque amo até mesmo o desamor.
Porque acolho cada gesto com os braços do coração.
Porque perfumo o caminho das estrelas.
Porque componho alegria na poesia da tristeza.
Porque desejo colorir a vida com olhos de fé!

- Lígia Guerra -

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

'Agoras'...


Existem momentos em que negamos um olhar quando estamos prestes a roubar um beijo.

Existem momentos em que viramos as costas e partimos quando tudo que mais desejamos é ficar.

Desejo que esses dias tenham sido grandes professores na escola da minha vida, mas que não voltem mais.

Eu quero agarrar com todas as minhas forças cada mimo, cada afago, cada amor, cada chamego, cada detalhe colorido e saboroso que a vida me ofereça, mesmo que eles venham embalados com o papel da dificuldade e do desafio.

Chega de pensar no que poderia ter sido, vou acolher com ternura e gratidão todos os meus ‘agoras’.

- Lígia Guerra -

Um comentário:

ValCruz disse...

Deixa florir, Deixa fluir... Não é querida?!

Um beijo flor.