Lígia Guerra

Lígia Guerra
Por que carrego doçura na alma e asas nos pés?
Porque sinto a vida além do óbvio.
Porque enxergo sol em dias de chuva.
Porque amo até mesmo o desamor.
Porque acolho cada gesto com os braços do coração.
Porque perfumo o caminho das estrelas.
Porque componho alegria na poesia da tristeza.
Porque desejo colorir a vida com olhos de fé!

- Lígia Guerra -

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Rotina...

Quando a rotina está cinza...
Cabe-nos colori-la com novos sonhos.

- Lígia Guerra -

5 comentários:

ValCruz disse...

Bom dia linda!! Por aqui ela anda cinza e chuvosa... risos.

Bju.

David C. disse...

gran verdad la que compartes. Saludos.

placco araujo disse...

Sonhos sempre... pois são os sonhos que nos levam a fazer deles a realidade colorida.... nós é que nos apequenamos e a reduzimos a meros rascunhos em branco e preto de uma aquarela chamada vida...

Boa noite, menina sempre trav3ssa, com sua caixa de lápis de cor nas mãos, sempre colorindo nossos dias, às vezes cinza...

Edson

Fique mais um segundo... disse...

Oi, Lígia, bom dia!!
Grande verdade...
Se bem que há uma verdade que ocasionalmente lhe é adversária: a de que quando cinzas determinadas rotinas, é que os pincéis com as nossas cores não se esgotaram, mas há outra pessoa com um tonel de tinta cinza, cobrindo metodicamente tudo que colorimos... Nesse caso, em vez de colori-la de novos sonhos, é melhor colorir o sonhos com novas rotinas...
Um beijo carinhoso
Leo
PS - Foto de abertura extraordinária!

lunarCaffeine disse...

"...If the left-hemisphere brain goes on dominating you, you will live a very successful life -- so successful that by the time you are forty you will have ulcers; by the time you are forty-five you will have had at least one or two heart-attacks; by the time you are fifty you will be almost dead -- but successfully dead. You may become a great scientist, but you will never become a great being..."

Osho