Lígia Guerra

Lígia Guerra
Por que carrego doçura na alma e asas nos pés?
Porque sinto a vida além do óbvio.
Porque enxergo sol em dias de chuva.
Porque amo até mesmo o desamor.
Porque acolho cada gesto com os braços do coração.
Porque perfumo o caminho das estrelas.
Porque componho alegria na poesia da tristeza.
Porque desejo colorir a vida com olhos de fé!

- Lígia Guerra -

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Caixa Mágica...


Ler é uma dádiva... Compartilhar emoções descritas por outra alma. Ler pequenos recados ou grandes cartas de amor, tudo tem sabor. Sempre tive a mania de guardar bilhetinhos na minha ‘caixa mágica’... Guardava-os feito jóias raras, então, um belo dia abria aquele cofre de emoções e relia um a um! Aprendi que ler também é reviver. A gente também lê pessoas, olhos, lábios e desejos. Lemos o mundo o tempo todo, seja com os olhos, com as mãos ou com a emoção. A intuição é uma outra forma de leitura... Sentimos, deciframos e decodificamos uma sensação, lemos uma situação com a genialidade do coração. Ler é caminhar pelas entrelinhas da estrada da vida.

- Lígia Guerra -

3 comentários:

Fernando Azevedo disse...

Que possamos aprender a ler-nos e interpretarmo-nos. Que possamos fazer leitura crítica do mundo, com os olhos do espírito.
bjo

Quem Casa quer Casa disse...

Li, isto é lindo, verdadeiro... amor ler, mas nunca pensei assim, acho que as palavras que mais me tocaram foram....
"lemos o mundo o tempotodo, seja com os olhos, com as mãos ou com a emoção" simplesmente amei...
bjs

placco araujo disse...

"Ler é caminhar pelas entrelinhas da estrada da vida."

Menina querida... gostei muito do texto e principalmente pelo fecho que você deu!!

Mas o mais bonito desta história, é que lemos à partir do que somos, e é nesta leitura que se depreende que pessoinha linda você é..

Beijos ternos, num coração travesso

Edson