Lígia Guerra

Lígia Guerra
Por que carrego doçura na alma e asas nos pés?
Porque sinto a vida além do óbvio.
Porque enxergo sol em dias de chuva.
Porque amo até mesmo o desamor.
Porque acolho cada gesto com os braços do coração.
Porque perfumo o caminho das estrelas.
Porque componho alegria na poesia da tristeza.
Porque desejo colorir a vida com olhos de fé!

- Lígia Guerra -

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Famoso Paraíso...

Eu não quero ser uma dessas pessoas encapsuladas em si mesmas, inconscientes dos seus potenciais. Gosto de arriscar o novo, pedalar entre o desconhecido e de encarar a vida como uma grande escola.


Acredito que uma forma de vivenciar o famoso paraíso é ter os olhos bem despertos para o aqui e o agora. Estar em sintonia com pessoas construtivas, com o conhecimento, a música e a poesia.


Isso me impulsiona a nadar entre nuvens e a caminhar com os pés floridos.

- Lígia Guerra -

3 comentários:

Angella Reis disse...

Maravilhoso o que escreveu e o fez com maestria. Costumo dizer que viver é um exercício de aprendizagem constante. Que é preciso ter um olhar demorado sobre tudo, olhar como se fosse a primeira vez. Há beleza em cada mínima coisa, é possível ver e sentir quando se caminha de mãos dadas com a poesia.

bjs

Rui disse...

Então continue assim e que sua noite seja maravilhosa e inspirada pois amanhã nos vemos. Boa Noite.

Quem Casa quer Casa disse...

Amei Lí...
Muito inspirador...
Bjs