Lígia Guerra

Lígia Guerra
Por que carrego doçura na alma e asas nos pés?
Porque sinto a vida além do óbvio.
Porque enxergo sol em dias de chuva.
Porque amo até mesmo o desamor.
Porque acolho cada gesto com os braços do coração.
Porque perfumo o caminho das estrelas.
Porque componho alegria na poesia da tristeza.
Porque desejo colorir a vida com olhos de fé!

- Lígia Guerra -

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

A carta não chega...


O amor quer abraçar e não pode.



A multidão em volta, com seus olhos cediços, põe caco de vidro no muro para o amor desistir.


O amor usa o correio, o correio trapaceia, a carta não chega, o amor fica sem saber se é ou não é.

O amor pega o cavalo, desembarca do trem, chega na porta cansado de tanto caminhar a pé. Fala a palavra açucena, pede água, bebe café, dorme na sua presença, chupa bala de hortelã.

Tudo manha, truque, engenho é descuidar, o amor te pega!

- Adélia Prado -