Lígia Guerra

Lígia Guerra
Por que carrego doçura na alma e asas nos pés?
Porque sinto a vida além do óbvio.
Porque enxergo sol em dias de chuva.
Porque amo até mesmo o desamor.
Porque acolho cada gesto com os braços do coração.
Porque perfumo o caminho das estrelas.
Porque componho alegria na poesia da tristeza.
Porque desejo colorir a vida com olhos de fé!

- Lígia Guerra -

terça-feira, 20 de setembro de 2011

SER...

Eu quero desaprender a viver
Jogar as minhas certezas no lixo
Queimar as cartas escritas pelas minhas ilusões
Limpar a gavetas das minhas verdades
Desencaixotar sentimentos
Esvaziar-me!
Colorir-me com novos matizes
Estender no varal de casa as minhas alegrias
Trocar as cercas por flores
Jogar peteca com as crianças da minha rua
Brincar até cansar
Reaprender a ser eu mesma sem pudores, 
culpas ou restrições
Eu quero apenas, ser.

- Lígia Guerra -

Um comentário:

placco araujo disse...

Que coisa mais linda, menina!!!

Que bom seria se conseguíssemos apenas SER...

(pelo menos sabemos que tentamos!)

um beijo

Edson