Lígia Guerra

Lígia Guerra
Por que carrego doçura na alma e asas nos pés?
Porque sinto a vida além do óbvio.
Porque enxergo sol em dias de chuva.
Porque amo até mesmo o desamor.
Porque acolho cada gesto com os braços do coração.
Porque perfumo o caminho das estrelas.
Porque componho alegria na poesia da tristeza.
Porque desejo colorir a vida com olhos de fé!

- Lígia Guerra -

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Ser Mulher...

A bailarina Isadora Duncan dizia:
Se você já foi ousada, não permita que a amansem.
Acredito que ser mulher é exatamente isso...
É dar um passo a mais...
É acreditar que as asas que sentimos nascer
junto com os nossos sonhos 
devem nos levar até eles!
Ser mulher é saber dizer não com doçura...
E saber dizer sim com firmeza.
É intuir quando um amor merece ser vivido
 com todas as nossas forças...
Mesmo quando o mundo diz não.
Ser mulher é enxergar nas entrelinhas...
É ver poesia no insondável...
É acreditar que a música que toca dentro
de nós pode embalar o mundo...

- Lígia Guerra -

Um comentário:

CANTO GERAL DO BRASIL (e outros cantos) disse...

Lígia do Sul,
Já fui mulher, eu sei: como na canção à lá Chico de Chico César...

Abraço feminino e masculino (como na canção de Pepeu),
Pedro Ramúcio.