Lígia Guerra

Lígia Guerra
Por que carrego doçura na alma e asas nos pés?
Porque sinto a vida além do óbvio.
Porque enxergo sol em dias de chuva.
Porque amo até mesmo o desamor.
Porque acolho cada gesto com os braços do coração.
Porque perfumo o caminho das estrelas.
Porque componho alegria na poesia da tristeza.
Porque desejo colorir a vida com olhos de fé!

- Lígia Guerra -

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Nos fazem voar...


Há pessoas que nos fazem voar.
A gente se encontra com elas
e leva um bruta susto.
Primeiro, porque o vento começa
a soprar dentro da gente,
e lá,
de cantos escondidos de nossas montanhas
e florestas internas, aves selvagens
começam a bater asas,
e a gente não sabia
que tais entidades mágicas
moravam dentro de nós,
e elas nos surpreendem,
e nós nos descobrimos mais selvagens,
mais bonitos, mais leves,
com uma vontade incrível
de subir até as alturas, saltando,
saltando de penhascos,
pendurados numa asa-delta
(acho que o nome disso é fé…).

- Rubem Alves -

Nenhum comentário: