Lígia Guerra

Lígia Guerra
Por que carrego doçura na alma e asas nos pés?
Porque sinto a vida além do óbvio.
Porque enxergo sol em dias de chuva.
Porque amo até mesmo o desamor.
Porque acolho cada gesto com os braços do coração.
Porque perfumo o caminho das estrelas.
Porque componho alegria na poesia da tristeza.
Porque desejo colorir a vida com olhos de fé!

- Lígia Guerra -

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Escrevo...


Para me sentir viva!!! Escrevo porque amo as palavras e transo com elas. O fruto dessa devassidão descontrolada são os meus textos alucinados. Escrevo como quem respira idéias de um outro mundo, o inventado, para viver. Escrevo porque não quero apenas herdar o que está pronto, quero amar o que brota de mim... Escrevo para ter a ilusão de que não vivi em vão, para tocar almas solitárias, para consolar quem foi abandonado e dar forças para quem perdeu a fé. Escrevo com a mesma força dos raios em dia de tempestade e com a mesma alegria com que os pássaros cantam. Muitas vezes perco o fôlego diante de uma inspiração nova, tamanha empolgação! Escrevo para não ver a vida em preto e branco, sem gosto e brilho, para não ser algemada ao convencional. Escrevo para me recriar.

- Lígia Guerra -

4 comentários:

placco araujo disse...

E você consegue se re-inventar mesmo, a cada texto, mas sempre numa mesma linha.. da menina que nasceu em dia de mudança...
E não parou até hoje...

Beijos,menina linda

nelminha disse...

Querida Ligia,
Posso complementar suas palavras dizendoq ue escreve palavras ditadas pela alma uma alma linda que expressam palavras encantadoras e cheias de vida e virtude!! grande abraço!

Quem Casa quer Casa disse...

Li, Seus textos não apenas recriam você mas quem os lê também...

Bjs

黄清华 Wong Ching Wah disse...

Shy in her behavior !