Lígia Guerra

Lígia Guerra
Por que carrego doçura na alma e asas nos pés?
Porque sinto a vida além do óbvio.
Porque enxergo sol em dias de chuva.
Porque amo até mesmo o desamor.
Porque acolho cada gesto com os braços do coração.
Porque perfumo o caminho das estrelas.
Porque componho alegria na poesia da tristeza.
Porque desejo colorir a vida com olhos de fé!

- Lígia Guerra -

domingo, 10 de julho de 2011

Um dia...


Penso sempre que um dia a gente vai se encontrar de novo, e que então tudo vai ser mais claro, que não vai mais haver medo nem coisas falsas. Há uma porção de coisas minhas que você não sabe, e que precisaria saber para compreender todas as vezes que fugi de você e voltei e tornei a fugir. São coisas difíceis de serem contadas, mais difíceis talvez de serem compreendidas - se um dia a gente se encontrar de novo, em amor, eu direi delas, caso contrário não será preciso.

- Caio F. Abreu -

2 comentários:

Rita disse...

É desafiador manter-se verdadeiro em uma relação, nos confundimos no sentimento e gestos do outro, a consciência de onde está esse limite é tênue. Mas viver é preciso e a entrega inevitável, certos pecados valem o castigo...

Paulo Roberto Brandão disse...

Bom dia Lígia, é maravilhoso fenomenal e inésquessível seu blog leio e não me canso de reler e admirar e curtir tudo que você escreve ; derepente a vida nos vira do avesso e agente percebe que do avesso é o nosso lado certo . Parabéns sou seu fã e admirador .