Lígia Guerra

Lígia Guerra
Por que carrego doçura na alma e asas nos pés?
Porque sinto a vida além do óbvio.
Porque enxergo sol em dias de chuva.
Porque amo até mesmo o desamor.
Porque acolho cada gesto com os braços do coração.
Porque perfumo o caminho das estrelas.
Porque componho alegria na poesia da tristeza.
Porque desejo colorir a vida com olhos de fé!

- Lígia Guerra -

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Sagrado...

Acabei por considerar a desordem 
dos meus pensamentos...
Como o ato mais sagrado da minha inteligência.

- Lígia Guerra -

Um comentário:

Francisco Elui disse...

Passando por aqui, olhei, gostei e parei.
Encontrei o inesplicável, e o que é, ainda não sei.
Ganhei muitos amores, bem mais, sempre eu dei.
Não sei como, nem porque? na tua desorde entrei.
Se isso também é viver, acredito que já te amei.
rssss.

Mais uma desordem a você.

Abraço grande.

Francisco.