Lígia Guerra

Lígia Guerra
Por que carrego doçura na alma e asas nos pés?
Porque sinto a vida além do óbvio.
Porque enxergo sol em dias de chuva.
Porque amo até mesmo o desamor.
Porque acolho cada gesto com os braços do coração.
Porque perfumo o caminho das estrelas.
Porque componho alegria na poesia da tristeza.
Porque desejo colorir a vida com olhos de fé!

- Lígia Guerra -

domingo, 10 de abril de 2011

Só para mim...

Se é para ser amor que seja intenso...
Se é para ser amor que seja corajoso...
Se é para ser amor que seja verdadeiro...
Se é para ser amor que seja o SEU amor...
Inteiro e só para mim.

- Lígia Guerra -

2 comentários:

Sonhadora disse...

Minha querida

O amor para se viver na plenitude, tem de ter intensidade, adorei o poema e deixo um beijinho.

Sonhadora

CANTO GERAL DO BRASIL (e outros cantos) disse...

Amor, pois que é essencial - já dizia o poeta - e eu assino embaixo, em cima, de lado, de corpo inteiro e alma plena...
Adoro estar-me aqui, moça de amor intenso, corajoso, verdadeiro...

Abraço de fã o teu afã,
Pedro Ramúcio.