Lígia Guerra

Lígia Guerra
Por que carrego doçura na alma e asas nos pés?
Porque sinto a vida além do óbvio.
Porque enxergo sol em dias de chuva.
Porque amo até mesmo o desamor.
Porque acolho cada gesto com os braços do coração.
Porque perfumo o caminho das estrelas.
Porque componho alegria na poesia da tristeza.
Porque desejo colorir a vida com olhos de fé!

- Lígia Guerra -

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Brilho Manso...


Então você está confusa com seus sentimentos. Ele apareceu tão de repente na sua vida, com aquele brilho manso no olhar, com aquela meiguice na voz, sem pedir coisa alguma, meio como um Pequeno Príncipe caído de um asteróide. A princípio você nada percebeu de diferente. O susto veio quando você se lembrou das palavras da raposa, explicando ao Pequeno Príncipe o que era ficar cativo: É assim. A princípio você senta lá e eu aqui. Depois a gente vai ficando cada vez mais perto. Os passos de todos os homens me fazem entrar dentro da minha toca. Mas os seus passos me fazem sair.

- Antoine de Saint-Exupéry -

3 comentários:

Poeta del Cielo disse...

Ese brilho que faz brotar emocoes que en sua presenca agora mora en seu coracao... quando o amor toca o coracao so habita en ele a unica presenca que faz dele batir con mais forca e intensidades.... lindas letras las que nos deixa hoje amiga Ligia...

saludos
otima semana
abracos

Jussara Barbosa disse...

Oi Lígia, é incrível como os textos que você publica, muitas vezes tem tudo a ver com meus momentos...vc nem imagina.
ADORO SEU BLOG!!!
Inevitável será... Terei que publicar este em meu Blog (citando a fonte, claro!)

Bjsssssssssss

Jussara Barbosa.

Vinih Photografi disse...

Oi..muito bom^^
to seguindo jah