Lígia Guerra

Lígia Guerra
Por que carrego doçura na alma e asas nos pés?
Porque sinto a vida além do óbvio.
Porque enxergo sol em dias de chuva.
Porque amo até mesmo o desamor.
Porque acolho cada gesto com os braços do coração.
Porque perfumo o caminho das estrelas.
Porque componho alegria na poesia da tristeza.
Porque desejo colorir a vida com olhos de fé!

- Lígia Guerra -

sexta-feira, 25 de março de 2011

Perdeu o quadro "Mulheres às Av3ssas" na TV?

Então pause o Ipod e assista agora. Enjoy!

2 comentários:

Manuel Maria Torres Rojas disse...

Tu voz suena feliz en mi oído, mi dulce maestra...Un beso

CANTO GERAL DO BRASIL (e outros cantos) disse...

Lígia,
Eu, por acaso do destino, tenho doze mais que a musa-esposa, embora nem se pareçam seis, e o 'negócio' vai indo bem, e vindo aqui fica sempre mais salutar. Eu que só de ver aprendo muito, ouvindo apreendo muito mais. Por isso adoro verouvir e ler você...

Abraço de admiração maior,
Pedro Ramúcio.

pêésse: e o verificador insiste em brincar comigo: agora ele me pede pra digitar a palavra "moone", que eu traduzo 'lua única'; assim fico craque feito um Shakespeare.