Lígia Guerra

Lígia Guerra
Por que carrego doçura na alma e asas nos pés?
Porque sinto a vida além do óbvio.
Porque enxergo sol em dias de chuva.
Porque amo até mesmo o desamor.
Porque acolho cada gesto com os braços do coração.
Porque perfumo o caminho das estrelas.
Porque componho alegria na poesia da tristeza.
Porque desejo colorir a vida com olhos de fé!

- Lígia Guerra -

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Olhos e Boca...

Eu quero a tua boca em meus olhos... 
E quero os teus olhos em minha boca! 

 - Lígia Guerra -

 


Um comentário:

Francisco Elui Ferreira Terres disse...

Querer é a razão de nosso eterno viver.
Passamos tempo o bastante, em muitos momentos querendo.
São nessas viagens, por vezes até turbulentas, onde o amor chega e nasce.
Sem já mais em qualquer um, antes algo despertasse.
Ou ao menos que alguém lembrasse, que algum dia estaria vivendo.
E na hora da surpresa, não existe o entender, o que existe é a vida que está pronta para viver.

Que o futuro sempre esteja no presente.
E o presente não se transforme em saudade.
E quando lembrar de mim, vai saber que é sempre assim, dependo da tua vontade.

Francisco Eluí Ferreira Terres.