Lígia Guerra

Lígia Guerra
Por que carrego doçura na alma e asas nos pés?
Porque sinto a vida além do óbvio.
Porque enxergo sol em dias de chuva.
Porque amo até mesmo o desamor.
Porque acolho cada gesto com os braços do coração.
Porque perfumo o caminho das estrelas.
Porque componho alegria na poesia da tristeza.
Porque desejo colorir a vida com olhos de fé!

- Lígia Guerra -

domingo, 7 de outubro de 2012

Cada gota...



Eu quero beber cada gota do teu beijo! 

 - Lígia Guerra -

Um comentário:

Francisco Elui Ferreira Terres disse...

Bom dia !

De tantas idas e vindas, nosso encontro nunca finda.
Na emoção do sentimento, chego tal qual o vento e te encontro sempre linda.
Com o mesmo olhar, e imenso sorriso aberto, onde entendo, que ele diz: Não vá! fique para sempre aqui bem perto.
No teu mundo quando entro, sinto que no meu tens interesse.
É nesse momento de felicidade, que me tens, onde procuro o eterno.
São eles que me aquecem nos rigorosos invernos.
E quando o Outono chega, distante e longe estou.
Assim vivemos tão perto, igual água e sede, onde o nosso amor se sustenta, ali não existe parede, mas sim um clima tão bom, sempre no mesmo tom no embalo de uma rede.

Boa semana e muitas escritas!

Francisco Elui Ferreira Terres