Lígia Guerra

Lígia Guerra
Por que carrego doçura na alma e asas nos pés?
Porque sinto a vida além do óbvio.
Porque enxergo sol em dias de chuva.
Porque amo até mesmo o desamor.
Porque acolho cada gesto com os braços do coração.
Porque perfumo o caminho das estrelas.
Porque componho alegria na poesia da tristeza.
Porque desejo colorir a vida com olhos de fé!

- Lígia Guerra -

sexta-feira, 3 de junho de 2011

Rumo Perfeito...

Muitas vezes todas as portas das nossas
vidas se fecham.
A gente sofre, chora, sente um abandono
profundo até que compreende...
Todas elas se fecharam para que nos obriguemos
a abrir a porta certa...
Aquela que nos levará ao rumo perfeito.

- Lígia Guerra -

3 comentários:

Celia na Italia disse...

As vezes é difícil entender mesmo.
O exercício diário é o melhor caminho para encontrar a porta correta!

Senhor Geninho disse...

EM breve baterei em todas as portas que encontrar... Uma delas vai abrir-se e eu vou querer entrar!

Francisco Elui disse...

Não quero o rumo perfeito, nem do avesso, nem do direito.
Por dezenas de vezes, todas as portas pra mim se fecharam.
E de cortesia, fui de ponta cabeça, pro abismo. Os meus sonhos todos voaram. E eu parti pro Ilusionismo. Onde vivo a vontade, com amor e amizade, indicando a liberdade, para toda a humanidade, dentro do meu coração.
É onde fica o abrigo, estando sempre comigo uma intensa gratidão.