Lígia Guerra

Lígia Guerra
Por que carrego doçura na alma e asas nos pés?
Porque sinto a vida além do óbvio.
Porque enxergo sol em dias de chuva.
Porque amo até mesmo o desamor.
Porque acolho cada gesto com os braços do coração.
Porque perfumo o caminho das estrelas.
Porque componho alegria na poesia da tristeza.
Porque desejo colorir a vida com olhos de fé!

- Lígia Guerra -

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Chama...


Se a chama que está dentro de ti se apagar....
As almas que estão ao teu lado morrerão de frio.

- François Mauriac -

Um comentário:

Francisco Elui disse...

Quando criança, uma das poucas lembranças, nadava sempre num rio.
Ali os sonhos e a esperança, foram maior que vários navio.
O cantar dos pássaros foi a maior diversão, mas o que contava mesmo era o vibrar do coração.
Eram as chamas da idade, que chegava a mocidade em meio a ilusão.
Quem diria quem sabia, que aqui em Curitiba um dia, viveria sempre na CONTRAMÃO.
Ligia feliz aniversário. muitos projetos, e que a RPC TRIPLIQUE TEU SALÁRIO.