Lígia Guerra

Lígia Guerra
Por que carrego doçura na alma e asas nos pés?
Porque sinto a vida além do óbvio.
Porque enxergo sol em dias de chuva.
Porque amo até mesmo o desamor.
Porque acolho cada gesto com os braços do coração.
Porque perfumo o caminho das estrelas.
Porque componho alegria na poesia da tristeza.
Porque desejo colorir a vida com olhos de fé!

- Lígia Guerra -

domingo, 29 de maio de 2011

Centro...

Imagine que o universo é uma imensa máquina giratória. Você quer ficar perto do centro da máquina – bem no eixo da roda -, e não nas extremidades, onde os giros são mais violentos, onde você pode se assustar e enlouquecer. O eixo da calma fica no seu coração. É aí que Deus reside dentro de você. Então, pare de procurar respostas no mundo. Simplesmente retorne sempre ao centro, e sempre vai encontrar a paz.

- Elizabeth Gilbert -

3 comentários:

Antonio Gomes disse...

OLÁ LÍGIA !
Há muito tempo que não passo por aqui, e hoje,ao ver esse seu texto,pude observar quanto certo e verdadeiro ele é. Coincidentemente escrevi um texto,muito mais longo, a respeito do mesmo tema :a busca da felicidade.Postei hoje de madrugada.
Bom domingo para você,que continua bonita e intligente.
Até breve.
Voltarei.

Senhor Geninho disse...

A viagem ao centro do "Universo" em busca pela paz interior é constante, necessária mas nem sempre fácil. Porém, é a mais gratificante de todas.

Asta disse...

Muito belas fotos.
Cumprimentos.