Lígia Guerra

Lígia Guerra
Por que carrego doçura na alma e asas nos pés?
Porque sinto a vida além do óbvio.
Porque enxergo sol em dias de chuva.
Porque amo até mesmo o desamor.
Porque acolho cada gesto com os braços do coração.
Porque perfumo o caminho das estrelas.
Porque componho alegria na poesia da tristeza.
Porque desejo colorir a vida com olhos de fé!

- Lígia Guerra -

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Atrás da faixa amarela...

Mantenha-se atrás da faixa amarela, não chegue muito perto, não acerque-se de meus traumas, não invada meus mistérios, não atrite-se com o meu passado, não tente entender nada: é proibido tocar no sagrado de cada um.

- Martha Medeiros -

3 comentários:

黄清华 Wong Ching Wah disse...

Passion ...
Have a nice weekend.

Francisco Elui disse...

Oi!
Que assim seja!

Comemoramos com um bom vinho
Deslumbre a ave, não seu ninho.
Ou ela voa, voce fica sózinho.

Um beijo pros teus mistérios.

Senhor Geninho disse...

Há limites que nunca devem ser ultrapassados e estabelecer essa fronteira e respeitá-la é sinal de sabedoria!